Gestão do PSB em Pernambuco é tema da terceira edição do Prosa Política

As ações desenvolvidas pela gestão do Partido Socialista Brasileiro em Pernambuco nos últimos dois anos foram tema da terceira edição do Prosa Política, iniciativa do PSB estadual que tem o objetivo de dialogar com os militantes da legenda assuntos da atualidade. O assunto foi abordado por Márcio Stefanni, secretário estadual de Planejamento e Gestão, que, na noite desta segunda-feira (09), apresentou, na sede do partido, um balanço dos investimentos e iniciativas da gestão do governador Paulo Câmara (PSB) desde 2015.

Em sua apresentação, Stefanni destacou que o governador Paulo Câmara assumiu a gestão em um dos períodos mais difíceis da economia brasileira, o que reforça seu compromisso com a administração pública. “O governador costuma dizer que estamos numa tempestade, mas que Pernambuco está de pé. O governo do PSB de Pernambuco faz a diferença e está de pé”, afirmou o secretário, durante o bate papo com os militantes socialistas.

Para embasar sua colocação, Stefanni destacou que Pernambuco, hoje, tem a melhor Educação pública do País, tendo alcançado o 1º lugar no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), além de ter a menor taxa de abandono escolar do Brasil (2,5%). O secretário ainda afirmou que, somente na gestão de Paulo Câmara, 10 novas escolas técnicas foram entregues à população pernambucana, mais de 2.600 professores foram contratados e 260 mil alunos da rede estadual receberam o Passe Livre estudantil.

Na área de desenvolvimento econômico, Stefanni destacou a chegada de novas empresas, como a Herval (Bezerros), Orolux e centros de distribuição da BIC Brasil e BOCH (Suape). Outro destaque foi a ampliação ou implantação de novas indústrias, a exemplo da Aché, que foi o maior empreendimento anunciado em Pernambuco em 2016.

Os investimentos em Recursos Hídricos, como as obras da Adutora do Agreste, o Sistema Adutor do Pirangi e a Barragem de Serro Azul também ganharam destaque. Na Segurança, Paulo Câmara fez o maior investimento da história de Pernambuco. Stefanni citou, ainda, o aumento de 15% do efetivo, entrega de 500 novas viaturas e 230 motocicletas. Outro ponto abordado foi o aumento salarial concedido para profissionais da área.

No quadro geral, foram R$ 2,8 bilhões em investimentos em 2015 e 2016, sendo 14% para estradas, 29% para recursos hídricos, 15% para educação, saúde e segurança, 13% para desenvolvimento econômico, 12% para mobilidade, 5% habitação e 4% em ciência e tecnologia.

Durante a atividade, o presidente estadual do PSB, Sileno Guedes, destacou a relevância de eventos como o Prosa Política para a militância partidária. “Entendemos ser importante para nossa militância esse momento onde a gente pode ouvir, perguntar, sugerir. Temos diariamente uma rotina de atividades internas e tudo isso é consequência da nossa militância. O PSB é o que é por conta de vocês, militantes”, afirmou.

O evento ainda contou com a participação do representante da Fundação João Mangabeira em Pernambuco, Dilsinho Gomes, do secretário-geral Adilson Gomes, da deputada estadual e líder do PSB na Assembleia Legislativa Laura Gomes e da secretária nacional das Mulheres, Dora Pires.

“Marca desse Governo é a incapacidade de estabelecer diálogo com a sociedade”, afirma Danilo

Para o deputado federal Danilo Cabral (PSB-PE), a pauta mais sensível desta Legislatura no Congresso Nacional neste ano, a Reforma da Previdência, passa por um rito mais duro do que a da PEC do Teto dos Gastos. O parlamentar considera que há pouco espaço para o debate na Câmara e com a sociedade. “A marca desse Governo é a incapacidade de estabelecer o diálogo com a sociedade ”, afirmou durante o primeiro Prosa Política do PSB.

Danilo Cabral disse que o Palácio do Planalto tenta acelerar ao máximo a tramitação da PEC 287/16, deixando pouca margem para discussões e melhorias na proposta. “Com a PEC do Teto dos Gastos, o prazo para apresentação de emendas se encerrou na semana da eleição de 2016, período em que o Congresso estava esvaziado. O Governo tentou fazer o mesmo com a Reforma da Previdência, com o prazo para emendas se encerrando no carnaval”, comparou o deputado.

Ele explicou que o prazo só foi estendido a partir de um acordo do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), com os partidos para que não fossem abertas sessões na Casa. “Além disso, com a ação do Governo nos bastidores, os deputados estão enfrentando dificuldades para coletar as assinaturas necessárias para a apresentação de emendas”, acrescentou. Como a proposta pretende promover uma mudança na Constituição, cada a apresentação de emendas só é possível com a assinatura de 171 deputados.

“Sem falar que as cinco audiências públicas programadas para ocorrer nas regiões do País praticamente não surtirão efeito, porque ocorrerão após o prazo das emendas”, completou Danilo Cabral. O parlamentar ressalta que as contribuições da população, oriundas dessas audiências, só poderão ser aproveitadas na proposta se o relator fizer mudanças no texto. “Por isso, a mobilização da sociedade é fundamental para aperfeiçoar a reforma”, disse o deputado.

Para um público composto por militantes do PSB, Danilo Cabral também falou sobre a necessidade de a bancada do partido na Câmara, formada por 34 parlamentares, definir um conteúdo único de trabalho. “Mesmo os deputados próximos ao Governo têm manifestado preocupação com o texto”, comentou. A deputada federal Creuza Pereira (PSB-PE), também presente na reunião, falou sobre a repercussão das audiências públicas que promoveu sobre a Reforma no Sertão do Estado. “O texto tem perversidades e precisa ser combatido”, declarou.

Evento – O Prosa Política é uma iniciativa do PSB, dentro do Ano de Formação Política Eduardo Campos, para mobilizar a militância em um ano não eleitoral, dando vida e gerando discussões programáticas no partido. Além de debater conteúdos ideológicos, os socialistas pretendem abordar temas de repercussão nacional. Segundo o presidente Sileno Guedes, os encontros deverão ser semanais.

“Queremos que sejam reuniões informais, com ambiente descontraído, com palestrantes que possam nos ajudar a trazer informações relevantes para promover discussões no partido. Por isso, nosso primeiro convidado foi Danilo Cabral para tratar sobre a Reforma da Previdência”, comentou Sileno.

O deputado federal, por sua vez, destacou a importância do diálogo dentro do partido. “O PSB tem como marca estabelecer o debate com a militância, uma maneira de compartilhar desafios”, disse Danilo. Além de segmentos organizados do partido e de militantes, esteve presente a deputada estadual Laura Gomes.

Fonte: Assessoria de Imprensa Danilo Cabral