PSB promove reunião para fornecer orientações a pré-candidatas do partido

Evento integrou planejamento de ações estratégicas da legenda para fortalecer a presença feminina nos espaços da política e do poder

O PSB de Pernambuco promoveu um encontro com mulheres filiadas ao partido que concorrerão aos cargos de deputada federal e deputada estadual nas eleições de outubro deste ano. O objetivo foi fornecer orientações sobre temas como a participação das pré-candidatas no guia eleitoral e nas inserções do partido e a destinação de 30% do Fundo Eleitoral para candidaturas femininas, como determina a legislação. A reunião ocorreu na sede do partido, no Recife.

Para as eleições de 2022, o PSB investiu na atração de mulheres para o rol de filiadas, dispondo de pré-candidatas com forte atuação em áreas como educação, saúde e social. A participação feminina também está presente em inserções que o partido vem veiculando em rádio e TV nos últimos dias e em agendas do pré-candidato do PSB ao Governo de Pernambuco, Danilo Cabral, que já se comprometeu publicamente a, se eleito, adotar a paridade entre homens e mulheres em cargos de chefia na gestão estadual.

“Fazer com que as mulheres ocupem os espaços da política e do poder não pode ser algo restrito a discursos bonitos. Temos todo o interesse de fortalecer as candidaturas femininas por meio de ações práticas e concretas, que forneçam às nossas pré-candidatas todas as condições de chegarem à campanha de forma competitiva. Reunimos nomes com forte inserção nas comunidades e em diferentes áreas de atuação e estamos trabalhando nessa orientação a elas”, explicou a secretária nacional de Mulheres do PSB, Dora Pires, que coordenou a reunião e contou com o auxílio da advogada Diana Câmara no fornecimento das orientações.

01/07/2022 – Assessoria de Comunicação do PSB em Pernambuco

Secretária nacional de Mulheres do PSB participa de evento com Lula

Dora Pires, que também integra a Executiva estadual do PSB de Pernambuco, defendeu o nome do ex-presidente como caminho para enfrentar governo fascista e machista

Ricardo Stuckert/PT

A secretária nacional de Mulheres do PSB e integrante da Executiva estadual do PSB de Pernambuco, Dora Pires, participou, na quinta-feira (10), do evento “Mulheres com Lula para reconstruir o País”, em São Paulo. O ato reuniu líderes de partidos políticos, de centrais sindicais e movimentos sociais e parlamentares para reafirmar o compromisso das brasileiras com o projeto defendido pelo ex-presidente e pré-candidato à presidência da República, Luís Inácio Lula da Silva (PT), nas eleições deste ano.

Entre as principais demandas apresentadas, estão a urgência no enfrentamento ao atual projeto de governo e aos desmontes de políticas públicas que promoveram a mobilidade social de milhões de brasileiros e brasileiras. “O mais importante é estarmos unidas para enfrentar esse governo fascista e machista. As mulheres precisam avançar e achar um caminho por mais espaços de poder, mais oportunidade e menos violência, inclusive a violência política de gênero, que nos afasta desse lugar. E o senhor é esse caminho, é esse o norte. A esperança está de volta. A esperança é Lula”, afirmou Dora, dirigindo-se ao ex-presidente.

Durante sua fala, Lula destacou a importância que o eleitorado feminino – o maior do Brasil, com 53% de votantes -, terá nas eleições de outubro. O pré-candidato levou para o debate a urgência de haver uma nova Reforma Política com foco no estímulo à paridade de gênero. Ele relatou que, em viagem ao México, foi surpreendido com a presença de 52% de mulheres no parlamento.

“O que aconteceu no México é simples: eles elegeram um presidente, construíram um movimento e juntaram todo mundo em volta de uma bandeira e conseguiram eleger uma maioria de gente que priorizou a paridade. E como vamos fazer essa paridade chegar ao Brasil? Por meio de uma proposta de reforma política que já garanta uma paridade, porque senão vamos passar o resto da vida nos queixando. E para a gente conseguir fazer a mudança na cabeça das pessoas é preciso saber que não dá pra votar apenas para presidente, mas votar em parlamentares para construir a maioria para fazer a mudança que queremos no Brasil”, conclamou.

11/03/2022 – Assessoria de Comunicação do PSB em Pernambuco*

*Com informações da Secretaria Nacional de Mulheres do PSB

Gestão do PSB faz de Pernambuco líder em empregabilidade de mulheres

Presença feminina passou a representar 42,09% dos postos de trabalho com carteira assinada entre janeiro e novembro de 2021

Pixabay

A gestão do governador Paulo Câmara (PSB) colocou Pernambuco em primeiro lugar no Nordeste em contratações de mão de obra feminina. De janeiro a novembro do ano passado, o número de mulheres empregadas passou a representar 42,09% dos postos de trabalho com carteira assinada, segundo a Secretaria Estadual de Trabalho, Emprego e Qualificação (Seteq), com base no novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Em seguida, aparecem Ceará (41,2%) e Paraíba (39,6%).

Considerando os números absolutos, têm-se o registro de 54.503 homens admitidos em postos de trabalho no período analisado, ante 39.622 mulheres. Entre os 184 municípios, os que mais se destacaram no ranking foram Abreu e Lima, Águas Belas, Altinho, Araripina, Bonito, Brejo da Madre de Deus, Carnaíba, Catende, Cupira, Dormentes, Escada, Ibimirim, Ibirajuba, Itapissuma, Jaqueira, Olinda, Ouricuri, Parnamirim, Petrolina, Riacho das Almas, Salgueiro, Saloá, Santa Cruz, Santa Filomena, Santa Maria do Cambucá, São Joaquim do Monte, São José do Belmonte, São Lourenço da Mata, Serra Talhada, Serrita e Sertânia.

Na avaliação da secretária nacional de Mulheres do PSB, Dora Pires, a análise desses números permite constatar que Pernambuco está reduzindo a desigualdade entre homens e mulheres no trabalho, mas também reforça a importância da continuidade de investimentos em políticas públicas para seguir diminuindo esse abismo. “Gerar oportunidades para as mulheres, e oportunidades de qualidade, com carteira assinada, com todos os direitos trabalhistas garantidos, como se constatou nos dados do Caged, impacta não somente a elas, na questão da autoestima, mas também suas famílias, suas comunidades. É algo que dá seguridade social para que elas desenvolvam trajetórias produtivas”, afirma.

 

Veja os percentuais por estado:

Pernambuco – 42,9%

Paraíba – 39,68%

Rio Grande do Norte – 39,24%

Maranhão – 38,94%

Bahia – 37,74%4

Alagoas – 35,66%

Piauí – 31,92%

Sergipe – 28,93%

 

21/01/2022 – Assessoria de Comunicação do PSB em Pernambuco*

*Com informações da Secretaria de Imprensa de Pernambuco