“Eu tenho candidato a governador em Pernambuco: Danilo Cabral”, afirma Lula

“Eu vim aqui pra dizer uma frase: eu tenho candidato a governador em Pernambuco, o companheiro Danilo Cabral”, afirmou o ex-presidente Luiz  Inácio Lula da Silva (PT) no início de seu discurso, nesta quarta-feira (20), em ato público de pré-campanha em sua cidade natal, Garanhuns (PE).

Além de Lula e Danilo, estavam presentes no ato o pré-candidato a vice na chapa presidencial, o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSB), o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), a vice Luciana Santos (PCdoB), o prefeito do Recife, João Campos (PSB), e a pré-candidata ao Senado Teresa Leitão (PT).

Lula reforçou o acordo firmado entre seu partido e o PSB. “O PT tem um compromisso nacional com o PSB, quero cumprir o compromisso com o PSB e quero que o PSB cumpra com o PT. Se a gente não fizer assim, não criamos paz para construir uma coalizão capaz de ensinar a sociedade brasileira a conviver democraticamente na diversidade”, explicou.

O ex-presidente relembrou aos pernambucanos presentes as melhorias que levou ao Nordeste durante seu governo. “O povo pobre não pode ser pobre a vida inteira. Tenho orgulho de dizer que fui o presidente que mais trouxe universidades e escolas técnicas pra cá. O nordeste só aparecia no jornal como a região com maior número de analfabetos, maior evasão escolar, região com menos doutores do Brasil, menos mestres, mais mortalidade infantil. Nós mudamos isso”, discursou.

Para finalizar, o presidenciável assumiu um compromisso com os eleitores e afirmou que o presidente da república, Jair Bolsonaro (PL), ataca o sistema eleitoral brasileiro por ter medo do voto do trabalhador.

“Esse país vai voltar a crescer, nós vamos abrasileirar o preço da gasolina, não vamos mais pagar em dólar. O povo brasileiro vai voltar a comer três vezes por dia, o povo pobre vai ter universidade, não vai mais ter garimpo invadido, não veremos mais essa quantidade de desmatamento, esse país pode ser civilizado de novo”, afirmou.

O pré-candidato a vice-presidente na chapa de Lula, Geraldo Alckmin, criticou Bolsonaro: “Ele não sabe governar, ele gosta do poder e de armas, não gosta do povo”.

O ex-governador reforçou a importância de Pernambuco para Lula, “Guaranhuns e Pernambuco não saíram do coração de Lula, essa cidade deu ao Brasil um estadista que não é fruto da herança política, nem de fortuna pessoal, mas da luta do povo”, e homenageou o falecido colega Eduardo Campos (PSB).

“Governador como eu, Campos sempre repetia que não podemos desistir do Brasil, política é esperança, por isso afirmo que Danilo Cabral traz esperança, com sua experiência no Executivo, no Legislativo e leva sua mensagem de forma democrática, ele conquista com argumentos, vamos juntos!”, finalizou.

Danilo comentou sobre a fragilidade democrática que o país vive e afirmou que todos os presentes no evento de hoje querem “defender o respeito aos diferentes, a liberdade de expressarem sua opinião e a necessidade de defender a democracia”.

“Não existe democracia quando temos a essa hora do dia 40 milhões de brasileiros sem saber o que vão comer, não há democracia quando muitas mulheres estão sendo vítimas só pela condição de ser mulher, não existe democracia quando 20, 30 milhões de brasileiros não tem emprego pra viver com dignidade, não existe democracia quando os povos indígenas não são respeitados, não existe democracia quando a imprensa é atacada”, expôs Danilo.

O pré-candidato ao Governo de Pernambuco afirmou que o time da Frente Popular mudou a vida dos pernambucanos. “Aqui não tem ajuntamento de projetos pessoais, aqui tem projeto político, tem um time que tá entrando em campo com história. Temos consciência do projeto político. Estou preparado para ser o governador de Pernambuco”, finalizou Danilo.

Para o prefeito do Recife, João Campos, a aliança entre Lula e Eduardo Campos permitiu que Pernambuco vivesse “seu melhor momento” no período em que o petista foi presidente do país e o líder do PSB governou o Estado. “Meu pai, Eduardo Campos, dizia que o Nordeste era visto por muitos como o problema do Brasil. Ele dizia, e nós vamos reafirmar isso, o Nordeste é parte da solução do Brasil e é daqui que vai sair essa vitória”, destacou.
O governador de Pernambuco, Paulo Câmara, disse que o Brasil vai saber dar a resposta nas urnas “para voltar a ser feliz”. “Infelizmente, o país foi contaminado pelo ódio e pela intolerância. Lula e Alckmin representam o que a gente quer para o futuro, que é unidade do país em favor do nosso povo, da geração de emprego e renda e da qualidade de vida”, afirmou.
Antes do evento, Lula esteve em Caetés, onde visitou uma réplica da casa onde nasceu. Na época, o município não existia. Só depois se separaria de Garanhuns. Os pré-candidatos a presidentes e vice também visitaram no final do dia a cidade de Serra Talhada, no interior pernambucano, onde participaram de um ato público. Nesta quinta-feira terão agenda em Recife.
20/07/2022 – Assessoria de Comunicação do PSB
Imagens: Felipe Ribeiro e Wesley D’Almeida

Danilo apresenta eixos centrais do seu futuro programa de governo 

Foto: Marcus Mendes

Pré-candidato a governador de Pernambuco, Danilo Cabral (PSB) apresentou, em entrevista à CBN Recife, nesta segunda-feira (11), as linhas  mestras do que será seu futuro programa de governo. O documento terá nos eixos principais áreas como geração de empregos para os pernambucanos, ampliação das conquistas na Educação, cuidado com a Saúde e a Segurança, além de combate à pobreza.

“A nossa disposição neste momento é justamente percorrer o estado de Pernambuco para apontar esse caminho da volta de oportunidade de emprego; fazer chegar Saúde às pessoas, políticas de acesso à Educação, que é uma pauta que dou muito valor. Estamos neste momento de construção desse pensamento e de mobilizar nossa base política. Vamos governar para todos os pernambucanos”, afirmou Danilo.

Em seguida, Danilo, ex-secretário de Educação, destacou a importância do segmento. “Eu acredito muito na Educação como eixo de inclusão social. Pernambuco tem hoje a melhor Educação do Brasil. Quer política mais estruturante para juventude do que garantir que todo jovem possa estar na escola de manhã até o fim do dia, estudando e aprendendo? Essa é uma política estruturante do ponto de vista da prevenção. Vamos promover avanços na Educação Profissional. E é isso que queremos garantir, que chegue em todos os municípios de Pernambuco, para que, assim, a pessoa seja capaz de concluir o seu ciclo educacional no lugar em que vive e o acúmulo de conhecimento fique naquelas cidades”, argumentou.

O pré-candidato reforçou que a base expressiva da Frente Popular. “A gente tem mais de 150 prefeitos, 31 dos 49 deputados estaduais e uma base importante de federais, além, é claro, de uma aliança estratégica com o presidente Lula para fazer esse reencontro de Pernambuco com o Brasil”, pontuou Danilo.

11/04/2022 – Assessoria de Comunicação de Danilo Cabral

Sertanejos declaram apoio a Danilo Cabral no Recife

Wesley D’Almeida

Vaqueiros, produtores de pegas de boi e artistas sertanejos estiveram no Recife para declarar apoio ao pré-candidato da Frente Popular ao Governo de Pernambuco, o deputado federal Danilo Cabral (PSB). Mais de 60 pessoas de Floresta, Mirandiba, Betânia, Serra Talhada, Ibimirim e Itacuruba estiveram reunidas no auditório do PSB nesta segunda-feira (7).

“Estamos construindo nossa pré-candidatura com muito diálogo com todos os setores da sociedade. Muito importante ouvir as demandas daqueles que mantêm a tradição da pega de boi no nosso estado, um símbolo da nossa cultura”, afirmou Danilo durante o encontro. O deputado assumiu o compromisso de defender a tradição e de buscar alternativas para ajudar o setor.

De acordo com o secretário de Turismo, Rodrigo Novaes, mais de 70% das pegas de boi realizadas em Pernambuco acontecem em Floresta. A região do Sertão de Itaparica é onde tem mais festas, mas elas ocorrem em todo o sertão com participação de milhares de vaqueiros. “No Sertão, quase todos os municípios têm festa de pega de boi. Uma atividade que promove a cultura e, de maneira paralela, cumpre um papel fundamental para a economia regional”, disse.

Os representantes das festas de pega de boi pediram apoio para o fomento da atividade no estado, com a criação do Circuito Pernambucano de Pega de Boi. “Nós podíamos procurar um pré-candidato do Sertão, mas a gente confia no senhor para ajudar o setor”, afirmou o vereador de Floresta PH Lira, falando em nome dos sertanejos.

Durante o evento, Danilo lembrou de suas origens. Ele nasceu em Surubim, no Agreste, cidade conhecida como a Capital da Vaquejada.  “Faço política com o fio do bigode, nós vamos defender a pega de boi”, declarou.

Também presente no evento, o engenheiro e pré-candidato a deputado estadual Pedro Campos (PSB) destacou a importância das festas de pega de boi para a economia local e para a manutenção da tradição sertaneja. “Quando o vaqueiro veste o gibão, sua armadura, vai lutar numa guerra justa, a guerra pelo seu sustento”, discursou.

A Pega de Boi é uma tradição que remonta aos primeiros tempos da ocupação do sertão nordestino pelos brancos europeus. Antigamente, numa época onde não existia o arame farpado, os animais eram criados soltos pelas propriedades rurais. Dessa forma, quando chegava o momento de reunir o gado, os vaqueiros entravam no mato, em grupo, para a pega. Naquela época, e hoje ainda, o final da Pega de Boi vira uma grande confraternização.

Diferente da Vaquejada, onde o boi corre numa arena demarcada, sendo derrubado por uma dupla de cavaleiros, a Pega de Boi acontece no meio da vegetação catingueira. Os vaqueiros encourados entram dentro do mato, em cima dos seus cavalos velozes, para pegar o boi.

Assessoria de Comunicação do deputado federal Danilo Cabral – 07/03/2022