“O PSB não vai atrapalhar o governo de Raquel Lyra”, afirma Sileno

Dirigente anunciou que a bancada do partido terá reunião nesta terça (29) para definir atuação na Alepe em 2023, mas que encaminhamento não será sobre ser situação ou oposição

Foto: Wesley D’Almeida/Arquivo

O deputado estadual eleito e presidente do PSB de Pernambuco, Sileno Guedes, afirmou, nesta segunda-feira (28), em entrevista à Rádio Agreste FM, de Cupira, que a bancada do partido na Assembleia Legislativa (Alepe) “não vai atrapalhar” o trabalho da futura governadora Raquel Lyra (PSDB), pois essa nunca foi a “forma de fazer política” da legenda. O dirigente ressaltou, porém, que os parlamentares socialistas terão uma postura “inarredável” na defesa do legado de 16 anos do PSB à frente do Governo do Estado para evitar retrocessos nas conquistas das gestões de Eduardo Campos (2007-2014) e de Paulo Câmara (2015-2022).

“Temos toda uma construção, uma série de inovações que o PSB deixa como legado para Pernambuco, mas a população entendeu que era o momento de mudança. Assim foi feito e a gente respeita a decisão do eleitor pernambucano. É fato que o resultado da eleição nos colocou na oposição. Agora, a gente estar na oposição não significa dizer que a gente vai atrapalhar o trabalho da governadora eleita Raquel Lyra. Esse nunca foi o pensamento do partido, nunca foi a nossa forma de fazer política. O PSB foi vítima de vários comportamentos da oposição de atrapalhar por atrapalhar, mas não vai agir dessa forma”, disse Sileno.

O presidente estadual do PSB ainda reforçou que a bancada do partido vai se reunir, nesta terça (29), para definir sua atuação na Alepe a partir de 2023. “Já adianto que a tônica não será em definir se o partido será situação ou oposição, mas, sim, discutir nossa unidade, como trabalhar em conjunto para ajudar o Executivo a garantir os compromissos assumidos pela governadora eleita na campanha e fiscalizar o cumprimento desses compromissos, que é nosso papel. Mas não estamos nos propondo a atrapalhar ninguém. Agora, o que é inarredável para a bancada do partido é a defesa do legado do PSB. Inegavelmente, desde Eduardo Campos, e antes, com Arraes, Pernambuco teve avanços, e a gente não vai permitir nenhum retrocesso”, completou.

28/11/2022 – Assessoria de Comunicação

Sileno elogia escolha de João Campos para equipe de transição de Lula

Presidente do PSB-PE e deputado estadual eleito disse que o prefeito orgulha o Recife e Pernambuco e tem importantes contribuições a dar para o futuro do Brasil

Foto: Wesley D’Almeida

O deputado estadual eleito e presidente do PSB de Pernambuco, Sileno Guedes, celebrou a indicação do nome do prefeito do Recife, João Campos (PSB), para compor a equipe de transição de governo do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT). A informação foi divulgada pela imprensa ao longo desta terça-feira (8) e confirmada pelo presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, socialista que também compõe a lista de indicados juntamente com o ex-governador de São Paulo Márcio França (PSB).

“A indicação de João Campos para a equipe de transição do presidente Lula orgulha o povo do Recife e de Pernambuco. O prefeito vem fazendo uma gestão inovadora em nossa capital e agora dará suas contribuições para o futuro do Brasil”, destacou Sileno, que também aproveitou para tecer elogios a algumas diretrizes para a área social que estão sendo avaliadas pela equipe de transição, sob coordenação do vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin (PSB).

“Feliz também com os primeiros indicativos para a área social, que deve ter o Bolsa Família de volta, com R$ 600 mantidos, além de R$ 150 a mais por criança de 0 a 6 anos entre as famílias beneficiárias. É enxergando os mais vulneráveis que a gente vai diminuir as desigualdades”, comentou o dirigente.

09/11/2022 – Assessoria de Comunicação do PSB de Pernambuco

Segmentos do PSB se reúnem em defesa da candidatura de Lula

O PSB de Pernambuco reuniu, nesta quarta-feira (19), representantes dos segmentos do partido – Mulheres, Juventude, Sindical, Movimento Popular, Negritude, LGBT e Pessoa com Deficiência.

O objetivo foi promover um momento de escuta sobre o primeiro turno das eleições 2022 e reafirmar a importância da eleição de Lula (PT) e Alckmin (PSB) no próximo dia 30.

A reunião foi conduzida pelo presidente estadual do PSB e deputado estadual eleito, Sileno Guedes, pelo deputado federal eleito Pedro Campos e pela secretária nacional de Mulheres do PSB, Dora Pires.

19/10/2022 – Assessoria de Comunicação do PSB de Pernambuco

Imagens: Wesley D’Almeida

PSB formaliza processo de expulsão de filiados que apoiam pré-candidaturas de oposição ao partido

Lista inclui dois prefeitos, três vereadores e um presidente de diretório municipal

Foto: Helia Scheppa/Arquivo

O presidente estadual do PSB de Pernambuco, Sileno Guedes, formalizou, nesta terça (21), o processo de expulsão de seis pessoas filiadas ao partido por contrariarem orientação do diretório estadual da legenda sobre as eleições deste ano. A medida tem base na Resolução PSB/PE nº 01/2022, de 20 de junho, que estabelece medidas disciplinares a filiados que manifestarem apoio a postulantes não indicados pelo PSB. O partido terá o deputado federal Danilo Cabral (PSB) como candidato a governador, com apoio do ex-presidente Lula (PT), e a deputada estadual Teresa Leitão (PT) compondo a chapa como candidata ao Senado.

Estão na lista de filiados em processo de expulsão o prefeito de João Alfredo, José Martins, o prefeito de Machados, Juarez Rodrigues, o presidente da Câmara Municipal de Arcoverde, Wevertton Barros de Siqueira, a vereadora Célia Almeida Galindo, de Arcoverde, o vereador Alexandre Carvalho, de Goiana, e o presidente municipal do PSB de Paranatama, José Teixeira Neto. O prazo para apresentação de recurso por parte dos citados é de cinco dias, conforme os termos do Código de Ética do PSB. Caso não haja apresentação de defesa, o cancelamento do registro dos filiados acontecerá automaticamente.

De acordo com Sileno Guedes, a medida é necessária para preservar a unidade da Frente Popular de Pernambuco, que será reeditada em mais um processo eleitoral. “O PSB tem projeto e, nestas eleições, está mais uma vez compondo o arco de alianças que busca preservar a democracia do nosso país. Estivemos juntos com Lula quando Eduardo foi governador e, agora em 2022, houve a indicação de Danilo Cabral como nosso pré-candidato a governador, com apoio de Lula. Foi uma construção dialogada, fruto de escuta interna e junto aos outros partidos da Frente Popular. É estranho e oportunista que alguns quadros estejam seguindo uma orientação contrária ao que foi coletivamente construído, indo na direção de chapas que flertam com o bolsonarismo. É uma posição lamentavelmente contrária a tudo o que a população anseia neste momento”, declarou Sileno.

22/06/2022 – Assessoria de Comunicação do PSB de Pernambuco

Sileno: “O PSB foi o partido que mais cresceu na Alepe”

ENTREVISTA

SIleno Guedes, presidente estadual do PSB de Pernambuco e pré-candidato a deputado estadual

Considerado uma das lideranças políticas cruciais do PSB em Pernambuco, o presidente estadual da sigla, Sileno Guedes, está entusiasmado com o crescimento do partido nessas eleições. “Estamos muito animados com o tamanho do PSB”, disse Sileno, que fala também de sua experiência na Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude e no apoio de Lula. Confira:

 

Qual a expectativa para as eleições proporcionais do PSB em Pernambuco em 2022?

Estamos muito animados com o tamanho do PSB para as próximas eleições. Vários parlamentares e lideranças que filiamos na última janela partidária vieram para o partido por enxergarem aqui reais condições de ter êxito em outubro. O PSB foi o partido que mais cresceu na Assembleia Legislativa, contando, depois dessas arrumações mais recentes, com 15 deputados estaduais, quatro deles recém-chegados, alguns, inclusive, de partidos que estavam na oposição. Digo que não se trata apenas do amplo reconhecimento do meio político sobre a força do PSB, mas, sobretudo, da visão de que o PSB é um partido que sabe reunir quadros de extrema qualidade e que efetivamente estão contribuindo para transformar o nosso estado. O PSB tem uma identidade, uma organicidade, com pessoas que militam nele há 20, 30 anos, mas também sabe acolher muito bem outros nomes que vêm fazendo um bom trabalho pelo povo. É o resultado desse conjunto de articulações políticas, dessa união pelo bem de Pernambuco, que vamos mostrar ao eleitor, chegando com força nas eleições de outubro.

 

Nos últimos anos, o senhor teve grande atuação nas pautas relacionadas à assistência social. Agora que o senhor deixou a secretaria para disputar as eleições, o que gostaria de destacar na sua atuação sobre esse setor?

A passagem pela Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude foi, sem dúvida, muito importante na minha vida pública. Eu já havia trabalhado lá na década de 90, como secretário adjunto, no terceiro governo de doutor Arraes. É uma secretaria que dialoga diretamente com o povo mais sofrido. O governador Paulo Câmara teve a decisão política de criar o 13º do Bolsa Família, o maior programa estadual de transferência de renda e que é coordenado por essa secretaria. Mais de um milhão de famílias receberam uma parcela extra do benefício. Foram pagos quase R$ 500 milhões nos últimos três anos. E também avançamos muito com outras iniciativas, como o cofinanciamento de cozinhas comunitárias, o Benefício Continuado PE Protege para órfãos da pandemia, o PE Livre Acesso Intermunicipal para pessoas com deficiência, entre tantas outras pautas importantes e necessárias para a população. Posso dizer que foram três anos muito intensos e de avanços históricos para os segmentos sociais, para a assistência social, que são bandeiras que vou levar não só na política, mas na minha vida.

 

A Frente Popular tem partidos que têm candidatos presidenciais diferentes, como o PDT, com Ciro Gomes, e o Republicanos, que tem Bolsonaro. Além dos partidos que podem se manter neutros, como o PSD. Como mostrar ao eleitor que o candidato presidencial do PSB é Lula?

Eu acho que não resta dúvida para o eleitor que o candidato de Lula para o Governo de Pernambuco é Danilo Cabral. Eduardo Campos governou quando Lula era presidente da República e todo mundo se lembra de como aquele foi um período feliz para Pernambuco e para o Brasil. Em 2018, o governador Paulo Câmara recebeu o apoio de Lula, que foi impedido de disputar, e seguimos com apoio de Fernando Haddad, sendo mais uma vez vitoriosos aqui no estado. Ou seja, é uma aliança que não vem de hoje. É uma aliança histórica e que vem garantindo um governo voltado para o povo. A união de Danilo e Lula tem muita nitidez, independentemente das relações que outros partidos da Frente Popular possam ter com outros pré-candidatos à Presidência no nível nacional. A união de Danilo e Lula honra um percurso histórico que a população de Pernambuco já conhece e aprovou nas urnas. Quem tem a preocupação de tentar enganar os eleitores e fabricar um suposto apoio de Lula é outra candidatura.

 

O senhor avalia que o cenário nacional, com a popularidade que Lula tem em Pernambuco, pode contribuir para o sucesso das candidaturas do PSB?

Lula representa muito para Pernambuco, assim como Arraes e Eduardo representam. O povo sabe reconhecer isso. Não à toa, o povo já deu sucessivas vitórias a esse projeto político, que efetivamente mudou nosso estado para melhor. As pessoas que criticam as gestões do PSB, o pessoal da turma de Bolsonaro, uns assumidamente, outros tentando escondê-lo, mentem para os eleitores quando tentam esconder o desastre que é a gestão federal. Tentam esconder a volta do Brasil para o Mapa da Fome. Tentam esconder as pessoas disputando comida em caminhão de lixo. Tentam esconder que as mais de 600 mil mortes na pandemia tiveram grande contribuição de um governo omisso e negacionista. Enquanto isso, em Pernambuco, tivemos uma gestão que manteve o cuidado com a área social, a única do Brasil que pagou uma parcela extra do Bolsa Família, um governo que manteve o equilíbrio fiscal, que pagou o funcionalismo público em dia e que, no cuidado com a pandemia, teve a segunda menor taxa de mortalidade do Brasil. O governo do PSB em Pernambuco é um governo que cuida das pessoas. Então, acredito, sim, que o povo vai comparar esses dois projetos – o da turma de Bolsonaaro e o da frente ampla que vai apoiar Lula e Danilo. Quem estiver com Lula e Danilo vai estar representando um projeto que o povo conhece, aprova e que vai ter sucesso nas próximas eleições.

 

Entrevista publicada no jornal Folha de Pernambuco em 09/05/2022

PSB promove primeira Agenda 40 do ano em Afogados da Ingazeira

Evento contou com a presença de Danilo Cabral, pré-candidato da legenda ao Governo de Pernambuco

Foto: Marcus Mendes

O PSB de Pernambuco promoveu, na tarde desta sexta-feira (18), o primeiro evento Agenda 40 em 2022. A ação ocorreu em Afogados da Ingazeira, no Sertão do Pajeú, e contou com a participação do governador Paulo Câmara, do deputado federal Danilo Cabral, pré-candidato do PSB ao Governo de Pernambuco, e do presidente estadual da legenda, Sileno Guedes. Também estiveram presentes prefeitos, deputados federais e estaduais, vereadores, lideranças e apoiadores de toda a região.

Durante o evento, o governador Paulo Câmara enalteceu o conjunto de obras e serviços anunciados por meio do Plano Retomada, que prevê, até o fim de 2022, cerca de R$ 5 bilhões em investimentos. Pela manhã, antes da Agenda 40, o gestor percorreu a região fazendo entregas que somam R$ 62 milhões. Em Flores, a população recebeu a PE-337 recuperada. Em Calumbi, foi entregue a requalificação do terminal rodoviário. Já em Serra Talhada, Paulo Câmara vistoriou as obras de reconstrução da PE-365. Por fim, em Afogados da Ingazeira, foram inaugurados 40 novos leitos no Hospital Regional Emília Câmara.

O pré-candidato Danilo Cabral também destacou o volume de investimentos do Plano Retomada, que têm promovido uma gestão interiorizada, agradeceu o apoio que vem recebendo e ressaltou a unidade que sua pré-candidatura representa em favor de Pernambuco. “Representamos aqui a história de uma frente política que passou pela vida das pessoas e a mudou para melhor. Pernambuco dá aqui um exemplo de unidade: a unidade do povo. Vamos percorrer Pernambuco inteiro, no contato olho no olho, escutando e apresentando caminhos, construindo um caminho que aponte para o futuro e renove a esperança do povo”, disse.

O presidente estadual do PSB, Sileno Guedes, enfatizou que a Agenda 40 em Afogados da Ingazeira foi apenas a primeira de um circuito de encontros que serão promovidos em todo o Estado. “A gente está dando largada, após um período em que o partido não pôde ter esse contato tão próximo com a militância, por conta da pandemia, mas tudo tem seu tempo. Fico feliz, em nome do PSB de Pernambuco, em nome da militância, de dar a largada da Agenda 40. Vamos percorrer todas as regiões do Estado levando essa mensagem e, sobretudo, nossa disposição de seguir transformando e avançando com o Pernambuco que a gente deseja”, declarou.

Foto: Divulgação

Também estiveram compondo a mesa da Agenda 40 o presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco, deputado Eriberto Medeiros, os deputados federais Gonzaga Patriota (PSB) e Carlos Veras (PT), o deputado estadual Waldemar Borges (PSB), o presidente da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe), José Patriota, e o prefeito de Afogados da Ingazeira, Sandrinho Palmeira.

18/03/2022 – Assessoria de Comunicação do PSB em Pernambuco

 

13º do Bolsa Família: exemplo de cuidado com as pessoas

Por Sileno Guedes, presidente estadual do PSB de Pernambuco e secretário de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude de Pernambuco

Helia Scheppa/SEI

Mais que vivenciar um cenário de calamidade na saúde, com número superior a 600 mil vidas perdidas em decorrência da Covid-19, o Brasil tem enfrentado uma realidade de agravamento de demandas na área social. Nosso país está de volta ao mapa da fome, que expõe sua face mais cruel quando vemos cenas como aquelas em que pessoas aparecem disputando restos de comida em um caminhão de lixo ou se enfileirando à espera de ossos. A falta de rumo do Governo Federal não só contribuiu para isso, como tornou o enfrentamento à pandemia muito mais frágil, incerto e descoordenado. Basta olhar para a diferença no desempenho de outros países e alguns estados brasileiros, que optaram por medidas responsáveis para atravessar este momento desafiador.

Em Pernambuco, é assim que a gestão do governador Paulo Câmara tem agido. O olhar para o social, associado à preservação da saúde e da economia, tem sido uma tríade inseparável. Nosso estado instituiu, por exemplo, o PE Protege, voltado a crianças e adolescentes que ficaram órfãos em decorrência da pandemia. Aos trabalhadores de alguns segmentos econômicos, como os que atuam no litoral, foram repassados recursos para o pagamento de benefícios que amenizem prejuízos nos momentos de adoção de medidas restritivas. E para quem precisa matar a fome, estão sendo investidos R$ 20 milhões, por meio do Plano Retomada, para implantar ou reabrir 97 cozinhas comunitárias em todo o Estado e servir até 200 refeições diárias em cada equipamento.

Associado a essas iniciativas, chega agora também a vez de mais uma edição do 13º do Bolsa Família, benefício estadual pago a quem recebeu o benefício federal por, pelo menos, seis meses do ano passado. Esse foi um compromisso de campanha assumido pelo governador Paulo Câmara em 2018 e que vem sendo cumprido com aportes cada vez maiores e mais pessoas atendidas a cada ano. Agora em 2022, por exemplo, estão sendo injetados quase R$ 170 milhões na economia no período de apenas duas semanas de fevereiro e beneficiadas mais de um milhão de famílias em todos os municípios pernambucanos. Os pagamentos começaram na última segunda-feira, dia 14, e seguem até o próximo dia 25. A maioria dos beneficiários (71%) vai receber a parcela máxima do programa, que é de R$ 150. O calendário de pagamento tem base no dígito final do Número de Identificação Social (NIS). Os beneficiários podem consultar outras informações por meio do telefone 0800.081.4421 ou do site www.sdscj.pe.gov.br.

É importante ressaltar que o Governo de Pernambuco é o único do Brasil a garantir o 13º do Bolsa Família. O Governo Federal, que dispõe de muito mais recursos, viabilizou a iniciativa por apenas um ano e chegou a polemizar acerca do programa estadual. Aqui em Pernambuco, a gestão estadual perseverou e, somando os três anos de programa, repassou quase meio bilhão de reais em recursos para a população mais vulnerável. Não restam dúvidas de que essa e outras ações na área social mostram que Pernambuco tem exemplo a dar quando se fala em governar para quem mais precisa, priorizando necessidades, matando a fome das famílias e se colocando como um estado que está sempre ao lado das pessoas.

Artigo publicado originalmente no jornal Folha de Pernambuco em 22/02/2022

Frente Popular oficializa Danilo Cabral como pré-candidato ao Governo de Pernambuco

Deputado federal do PSB vai encabeçar chapa que conta com o apoio de 11 partidos

Imagem: Wesley D’Almeida

O deputado federal Danilo Cabral (PSB) foi anunciado, na tarde desta segunda-feira (21), como o pré-candidato da Frente Popular ao Governo de Pernambuco nas eleições de outubro deste ano. A oficialização do nome do parlamentar ocorreu em evento no Recife Praia Hotel, com participação do governador Paulo Câmara, do prefeito do Recife, João Campos, dos presidentes nacional e estadual do PSB, respectivamente, Carlos Siqueira e Sileno Guedes, e de dirigentes das outras 11 siglas que compõem a Frente Popular de Pernambuco: PCdoB, PSD, Progressistas, MDB, PDT, Republicanos, Solidariedade, Avante, PROS, PV e PT.

Danilo Cabral foi escolhido após um intenso processo de escuta interna nesses partidos, conduzido pelo governador Paulo Câmara. O pré-candidato, que tem 54 anos, é auditor concursado do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE-PE), advogado e pós-graduado em Administração Pública pela Universidade de Pernambuco (UPE) e em Direito Administrativo pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Foi secretário de Administração do Recife entre 2001 e 2003, na gestão do ex-prefeito João Paulo (PCdoB), e vereador da cidade de 2005 a 2008. Como secretário de Educação de Pernambuco, de 2007 a 2010, começou a trilha que colocaria a educação pública pernambucana como a melhor do Brasil no Ensino Médio.

Em 2010, foi eleito deputado federal pela primeira vez, mas licenciou-se do cargo para conduzir a Secretaria das Cidades, entre 2011 e 2014, ainda na gestão do ex-governador Eduardo Campos. Ele também atuou como secretário de Planejamento e Gestão a partir de 2015, no primeiro governo de Paulo Câmara. Em 2016, reassumiu sua cadeira como deputado federal, já em segundo mandato, e foi novamente eleito para o cargo em 2018. No ano passado, Danilo foi líder do PSB na Câmara dos Deputados. Sua atuação tem se destacado pela defesa de bandeiras como a da educação e a do Sistema Único de Assistência Social (SUAS).

Imagem: Wesley D’Almeida

Durante discurso no evento de anúncio de sua pré-candidatura, Danilo Cabral agradeceu a confiança depositada pela ampla composição de legendas da Frente Popular e lembrou que esse é o símbolo de uma grande união nacional para derrotar o bolsonarismo nas urnas. “Me sinto preparado para a maior missão da minha vida. Pernambuco, que teve Paulo Câmara como a pessoa certa, na hora certa, para governar este estado em um tempo de tantas dificuldades, dá exemplo de união e é o ponto de partida para o país, nesse grande projeto que é devolver o Brasil aos brasileiros, com a eleição de Lula, um presidente do qual os brasileiros têm saudade”, afirmou Danilo, que esteve no evento acompanhado da esposa, Analúcia Cabral, e de outros familiares.

Na mesma linha, o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, caracterizou a definição do nome de Danilo Cabral como símbolo de uma unidade com repercussões no Estado e no âmbito nacional. “Essa representa não só uma escolha pessoal, mas a escolha de uma frente política que remonta aos anos 60, com Miguel Arraes, com Pelópidas da Silveira, depois com Eduardo Campos, e que tem importantes partidos representados, inclusive o Partido dos Trabalhadores. Esse passo é importante não só porque estaremos unidos aqui em Pernambuco, mas estaremos juntos em todo o País em torno de Lula presidente”, declarou.

Imagem: Wesley D’Almeida

O governador Paulo Câmara, que é vice-presidente nacional do PSB, agradeceu o apoio e reconhecimento dos partidos da Frente Popular de Pernambuco no processo de condução de sua sucessão no Palácio do Campo das Princesas e citou avanços que sua gestão tem proporcionado aos pernambucanos. “A Frente Popular está novamente reunida, essa que é uma unidade política que faz tanto bem a Pernambuco, porque tem sentimento social e tem feito nosso estado avançar e melhorar. A pré-candidatura de Danilo Cabral é um projeto coletivo, bem diferente dos projetos pessoais que temos vistos por aí”, enfatizou o governador.

Outro discurso de entusiasmo com a pré-candidatura de Danilo Cabral foi o do prefeito João Campos. O gestor ressaltou a importância da união em torno do nome definido pela Frente Popular de Pernambuco para disputar o Governo do Estado, um exemplo local bem-sucedido de um cenário de entendimento no campo progressista que também deve ser trabalhado na esfera nacional. “O PSB está unido para ser o primeiro grande partido brasileiro a declarar apoio ao presidente Lula”, destacou.

Imagem: Wesley D’Almeida

Com o anúncio da pré-candidatura a governador de Pernambuco, terão continuidade as conversas com os partidos da Frente Popular para a definição dos outros nomes da chapa. “Esse processo tem sido conduzido pelo governador Paulo Câmara, que agora, ao lado de Danilo Cabral, seguirá ouvindo os partidos, levando em conta a legitimidade de todos de apresentarem seus quadros. É importante destacar que temos um prazo razoável para fazer essa definição, até as convenções, e que muito importante também é trabalhar as chapas proporcionais”, afirmou o presidente estadual do PSB de Pernambuco, Sileno Guedes.

O evento ainda contou com a reprodução de uma mensagem da presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, que saudou a escolha do nome de Danilo Cabral e realçou a importância da unidade no campo progressista. Também discursaram a vice-governadora Luciana Santos, que é presidente nacional do PCdoB; o senador Humberto Costa (PT) e o presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco, deputado Eriberto Medeiros (PP). Além de dirigentes dos partidos da Frente Popular de Pernambuco, compareceram presencialmente o deputado federal Marcelo Freixo (PSB-RJ), o ex-prefeito do Recife Geraldo Julio (PSB), deputados federais e estaduais, prefeitos e vereadores. O evento teve transmissão ao vivo pelas redes sociais.

Acompanhe a íntegra do evento:

21/02/2022 – Assessoria de Comunicação do PSB em Pernambuco

Paulo Câmara anuncia calendário de pagamento do 13º do Bolsa Família Pernambuco

Em seu terceiro ano de execução, benefício estadual injetará R$ 165,3 milhões na economia

Imagem: Aluísio Moreira/SEI-PE

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB) anunciou, nesta segunda-feira (7), o calendário de pagamento do 13º do Bolsa Família. Os repasses referentes a 2021 ocorrerão em uma única etapa, começando no próximo dia 14 de fevereiro e se estendendo até o dia 25 do mesmo mês, conforme o dígito final do Número de Identificação Social (NIS) do beneficiário. A iniciativa do Governo de Pernambuco representa um benefício para 1.190.567 famílias. O valor injetado na economia – o maior em três anos de programa – chega a R$ 165,3 milhões.

“Essa é uma iniciativa importante para beneficiar as pessoas que realmente estão em situação de vulnerabilidade e que precisam de um olhar atento do Estado. Somando os três anos em que honramos o pagamento do benefício, são quase R$ 500 milhões investidos. Isso ajudou a minimizar o sofrimento de muitas famílias pernambucanas”, destacou Paulo Câmara.

Nesta edição, 71% dos beneficiários – também o maior índice desde o início do programa – receberão o valor máximo da parcela extra, que é de R$ 150. O saque do valor do benefício deve ser feito da mesma forma que o usuário já utilizava para receber o Bolsa Família ou, atualmente, o Auxílio Brasil. Tem direito ao 13º quem recebeu o Bolsa Família, o Auxílio Emergencial ou o Auxílio Brasil durante, pelo menos, seis meses do ano 2021, intercalados ou consecutivos.

O secretário de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude de Pernambuco e presidente estadual do PSB, Sileno Guedes, enfatizou a importância de, mais uma vez, ser pago o benefício estadual em um período de agravamento das demandas sociais em todo o país. “Pelo terceiro ano, o governador Paulo Câmara cumpre esse compromisso, assumido ainda em 2018, de pagar a 13ª parcela para beneficiários do Bolsa Família. É uma iniciativa que não acontece em nenhum outro estado, mas Pernambuco tem suas contas organizadas e perseverou nesse compromisso, que é ter um olhar especial para a população mais vulnerável do nosso Estado”, destacou.

O Governo de Pernambuco está disponibilizando a Ouvidoria Social para que a população possa esclarecer dúvidas sobre o pagamento do 13º do Bolsa Família. O contato pode ser feito, de forma gratuita, por meio do 0800.081.4421, de segunda a sexta, das 9h às 16h, ou também dos telefones (81) 98494.1298 e 98494.1291.

ASSISTÊNCIA SOCIAL – Além do lançamento do calendário de 2022 do 13º do Bolsa Família, o governador Paulo Câmara também autorizou a realização de uma seleção simplificada com o objetivo de contratar 116 profissionais para atuar na Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude, em áreas como proteção social básica, média e alta complexidade, monitoramento de programas e gerenciamento do Fundo Estadual de Assistência Social. Uma comissão será formada para elaborar o edital, que será lançado nos próximos dias.

 

Confira o calendário de pagamento do 13º do Bolsa Família:

NIS com final 1: 14 de fevereiro de 2022

NIS com final 2: 15 de fevereiro de 2022

NIS com final 3: 16 de fevereiro de 2022

NIS com final 4: 17 de fevereiro de 2022

NIS com final 5: 18 de fevereiro de 2022

NIS com final 6: 21 de fevereiro de 2022

NIS com final 7: 22 de fevereiro de 2022

NIS com final 8: 23 de fevereiro de 2022

NIS com final 9: 24 de fevereiro de 2022

NIS com final 0: 25 de fevereiro de 2022

 

07/02/2022

*Com informações da Secretaria de Imprensa de Pernambuco

“Acreditamos que Pernambuco terá um excelente 2022”, afirma Sileno Guedes

Presidente estadual do PSB avalia que gestões do partido à frente do Estado e dos municípios estão entregando respostas à população em um tempo de desafios

Helia Scheppa/SEI

Apesar de ter sido um ano duro, 2021 também trouxe importantes conquistas e superações, na avaliação do presidente estadual do PSB de Pernambuco, Sileno Guedes. O dirigente, que também é secretário estadual de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude, tem testemunhado de perto os desafios das gestões do PSB e afirma que os quadros da legenda no Governo do Estado e nas prefeituras têm dado respostas às demandas da população em tempos de dificuldades.

Sileno ressalta que, em Pernambuco, políticas públicas foram fortalecidas em diversos setores, sobretudo na área social, uma das que exigiram mais sensibilidade e medidas do poder público no contexto da pandemia da Covid-19 e de patamares negativos dos indicadores econômicos no país. “As gestões do PSB à frente de Pernambuco e dos municípios mostraram criatividade, persistência e determinação para oferecer respostas às demandas da população em um cenário de tantos desafios”, destaca.

O gestor cita exemplos como o Décimo Terceiro do Bolsa Família, promessa do governador Paulo Câmara durante as eleições de 2018 que se concretizou logo no primeiro ano de gestão e que, em 2021, injetou mais de R$ 157 milhões na economia de Pernambuco. Outro avanço foi a transformação em lei do benefício continuado para crianças e adolescentes que ficaram órfãos durante a pandemia, o que, mais uma vez, demonstrou a forte atuação dos governos do PSB na área social.

Em 2022, a busca pelo atendimento a necessidades históricas da população vai seguir dando o ritmo das ações. Só por meio do Plano Retomada, lançado pelo Governo de Pernambuco, cerca de R$ 3,5 bilhões serão investidos nos próximos meses, além do montante de R$ 1,5 bilhão já alocado, entre agosto e dezembro de 2021, em ações nas áreas de infraestrutura, recursos hídricos, assistência social, saúde, educação, segurança, trabalho e qualificação. “A gente tem muita esperança e essa esperança nos alimenta. Por isso, acreditamos que Pernambuco terá um excelente 2022”, finaliza Sileno.

31/12/2021 – Assessoria de Comunicação – PSB em Pernambuco